#Criativos2018: Conexões transformadoras

#Criativos2018: Conexões transformadoras

Os 11 grupos premiados no Desafio Criativos da Escola 2018 vivenciaram experiência que valorizou o protagonismo, a empatia e o trabalho coletivo em Fortaleza/CE.

Gratidão. Esse foi o sentimento trazido pela maioria dos estudantes que participaram do Desafio 2018 em Fortaleza no início de dezembro.

Foram quatro dias intensos de muitas trocas. A brincadeira, a criatividade, a potência, a emoção e o afeto marcaram o grupo de projetos premiados no Desafio Criativos da Escola 2018.

Vindos de nove estados das cinco regiões brasileiras, os três alunos e um professor de cada uma das 11 iniciativas escolhidas se juntaram para criar uma grande performance que dialogava com a realidade escolar e social de onde vinham. Confira abaixo o vídeo-performance, resultado do trabalho dos estudantes:


O entrosamento e dedicação culminaram em uma cerimônia de premiação emocionante na qual os próprios estudantes compartilharam suas criações no auditório do Teatro Carlos Câmara na capital cearense, na manhã da terça-feira (04/12). Você pode ver um pouco sobre o que rolou lá no nosso perfil do Instagram (@criativosdaescola) ou mesmo a íntegra da cerimônia em nosso canal de YouTube.

Sob a condução sensível do poeta André Gravatá, além dos 11 grupos selecionados deste ano, o evento contou com a participação de estudantes dos anos anteriores do Desafio Criativos da Escola. Participaram os estudantes cearenses Charles Miller do projeto “O jovem explorador e o Ecomuseu”, de Pocoti (CE), premiado em 2015; Miguel Moura da iniciativa “Cruzando o sertão de Mata Branca: a caatinga”, de Iguatu, selecionado em 2016; Darcya Hellen do projeto “Tenda Móvel”, de Mulungu, também premiado em 2016; e Gabriel Lima, um dos integrantes do projeto “Ecofossa: o uso da fibra do coco na construção de fossas ecológicas”, de Beberibe e que foi selecionado em 2017.


#Criativos2018: inspire-se com os premiados!

Os grupos premiados foram escolhidos entre 1654 projetos inscritos e se destacaram por seu potencial de transformação social, empatia, trabalho coletivo, criatividade e protagonismo. Confira abaixo as animações em vídeo de cada uma das iniciativas selecionadas.

A TV Degase e o Na Pista

Estudantes do 7°ano do ensino fundamental, do 1º e do 3º ano do ensino médio do Colégio Estadual Candeia e do Colégio Estadual Luiza Mahin / Rio de Janeiro (RJ)

Apoio à recuperação ambiental

Estudantes do 2º e do 3º ano do ensino médio do Colégio Estadual Delmiro de Miranda Britto / Canindé de São Francisco (SE)



BanCoP: o banco comunitário de Pindoretama

Estudantes do 1°, 2° e 3° ano do ensino médio da E. E. M. Julia Alenquer Fontenele / Pindoretama (CE)



Cabelo, autoestima e construção da identidade da menina negra

Estudantes do 6º e do 8º ano do ensino fundamental da Escola Estadual Professora Leila Mara Avelino / Sumaré (SP)


Centro de Pesquisa Continuada pela Igualdade de Gênero Nísia Floresta

Estudantes do 2° ano do ensino médio da E. E. E. P Professor José Augusto Torres / Senador Pompeu (CE)



Cinezito: a educação através do cinema

Estudantes do 9º ano do ensino fundamental da EMEF Professor José Carlos Nicoleto Zito / São Paulo (SP)

 

Escola e comunidade: vida e futuro

Estudantes do 1º e do 3º ano do ensino médio da Escola Estadual Vila Rica / Vila Rica (MT)

Guarda-chuvas amarelos

Estudantes do 1°, do 2° e do 3° anos do ensino médio da Escola Estadual Frederico José Pedreira Neto / Palmas (TO)


Minas na ciência

Estudantes do 3° ano do ensino médio do Colégio Estadual Aldemiro Vilas Boas / São Miguel das Matas (BA)



Tigre Branco: um aplicativo para salvar vidas

Estudantes do 8º e do 9º anos do ensino fundamental da Escola Municipal de Ensino Fundamental 25 de Julho / Campo Bom (RS)



Destaque Parceria Votorantim pela Educação (PVE):
Dicionário indígena ilustrativo: resgatando a língua Ofaié e Guarani

Estudantes do 6° ano do ensino fundamental da Escola Municipal Antônio Henrique Filho / Brasilândia (MS)

Deixe uma resposta